• Marlon Scatolin

VENDAS NO VAREJO - BRASIL

Período de referência: Novembro Vendas no Varejo (restrito) Resultado: 0,6% MoM (2,9% YoY) Expectativa do mercado: 1,2% MoM (3,8% YoY) Anterior: 0,1% MoM (4,2% YoY) Vendas no Varejo (ampliado – inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção) Resultado: -0,5% MoM (3,8% YoY) Expectativa do mercado: 0,4% MoM (5,2% YoY) Anterior: 0,8% MoM (5,6% YoY) Segundo o IBGE: “quatro das oito atividades pesquisadas apresentaram crescimento de volume. Entre os setores que apresentaram aumento nas vendas frente a outubro, destacaram-se Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (4,1%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,0%) e Móveis e eletrodomésticos (0,5%), impulsionados, principalmente, pelas promoções da Black Friday ocorrida em novembro último. Ainda com taxa positiva, frente ao mês imediatamente anterior, encontra-se Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (2,8%)”.                 O comércio varejista ampliado comércio varejista ampliado registrou a primeira taxa negativa, depois de oito meses com crescimento consecutivo, com veículos automotivos (-1,0%) e material de construção (0,1%). Fonte: CM Capital e.PLUS

Antes de falar em investimentos, vamos falar de alta performance. Nosso maior objetivo é entender as pessoas, processos e tecnologia. Entre em contato com a gente e venha fazer parte do nosso universo.

Instagram

REDES SOCIAIS

Copywrite Hightrading 2017 © Todos os direitos reservados.