Morning Call 27/05

Bom dia,

Em meio à tensão renovada entre Estados Unidos e China - com declarações do presidente americano Donald Trump afirmando que estuda medidas mais duras contra o país asiático -, os mercados acionários globais começam o dia embalados pelo otimismo. As principais razões seguem sendo a reabertura gradual de alguns país e o avanço nos estudos de uma vacina para o coronavírus. Além disso, é esperado para hoje o anúncio de um pacote bilionário de estímulo na União Europeia. Na agenda de divulgações, o destaque fica com o Livro Bege do Federal Reserve, nos EUA.

No Brasil, o clima político mais ameno levou o dólar a se afastar ainda mais da marca dos R$ 6. Está previsto para hoje a sanção do presidente ao auxílio emergencial para Estados e municípios - com o aguardado veto ao reajuste do funcionalismo público até 2021. Além disso, teremos os primeiros dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) desde janeiro.

O dólar segue sendo o destaque do ano. Não estamos falando de nenhum recorde de fechamento, mas do movimento contrário realizado pela moeda americana.

Após atingir a marca de R$ 5,97 no dia 14 de maio, a moeda atingiu ontem a cotaçã de R$ 5,3578, em baixa de 1,83% O dólar zerou os ganhos no mês e agora já aparece no campo negativo.

O processo de alívio no câmbio é resultado de uma soma de fatores. Em primeiro lugar, o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril não teve o efeito devastador esperado, o que diminuiu a percepção de risco político em Brasília. Lá fora, também tivemos uma melhora no ambiente de negócios, com os investidores animados com os avanços de uma nova vacina para o coronavírus e os processos de eabertura econômica de países que já ultrapassaram o pico da doença.

Embora as bolsas americanas tenham fechado o dia em alta firme, o Ibovespa, que operou grande parte do dia no positivo, acabou fechando o dia em leve queda de 0,23%. Já as ishares fecharam em alta de 7,83% fechando bem positivo.

Na Europa, o dia começa com os principais índices em alta. Parte do bom humor também se dá pela reabertura de alguns países europeus, após um longo período de isolamento social.

Mas outro assunto também é destaque positivo para os negócios no continente: o aguardado pacote de estímulos da Comissão Europeia, braço executivo da UE.

O fundo deve ser anunciado pela presidente do bloco, Ursula von der Leyen, com o intuito de combater os efeitos do coronavírus na região. A expectativa é que o projeto aprovado seja o proposto pela França e Alemanha - um fundo pan-europeu de 500 bilhões de euros. Ainda que o cenário seja positivo no velho continente, as tensões entre Estados Unidos e China limitam os ganhos na região. Nos Estados Unidos, os índices futuros também amanhecem em alta firme.


Na agenda de hoje temos a sondagem da Indústria de maio (10h). Em destaque está a divulgação dos dados de emprego pelo Caged (10h) - a última divulgação havia sido feita em janeiro. Os números devem trazer o impacto da pandemia no mercado formal.

Nos Estados Unidos o destaque do dia é a divulgação do Livro Bege do Federal Reserve, às 15h.



Antes de falar em investimentos, vamos falar de alta performance. Nosso maior objetivo é entender as pessoas, processos e tecnologia. Entre em contato com a gente e venha fazer parte do nosso universo.

Instagram

REDES SOCIAIS

Copywrite Hightrading 2017 © Todos os direitos reservados.