Morning Call 18/06

Bom dia,

Após o novo corte de 0,75 ponto na taxa básica de juros no fim da tarde de ontem, os investidores reagem ao comunicado do Banco Central. Hoje o mercado local fica de olho na divulgação da prévia do PIB do BC, o IBC-Br de abril, e os desdobramentos da crise política em Brasília. A prisão de Fabrício Queiroz próximo da família Bolsonaro, deve movimentar o cenário.


No exterior, a preocupação com uma segunda onda de coronavírus nos Estados Unidos e China se sobrepõe ao otimismo com a retomada econômica e os mercados expressam cautela. Na agenda, destaque para a decisão de juros do Banco da Inglaterra e o número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos.


Conforme esperado, o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou um corte de 0,75 ponto na taxa básica de juros, levando a Selic a 2,25% ao ano. A entidade não descarta um novo corte residual na próxima reunião, o que pode levar a taxa básica de juros a 2% ao ano.

Os investidores mais otimistas - que precificavam uma queda maior para a próxima reunião - devem calibrar as suas apostas na curva de juros.

A decisão foi divulgada somente após o fechamento do mercado, mas a expectativa pelo corte fez com que o Ibovespa se descolasse das bolsas americanas e terminasse em alta.

Ontem, o principal índice da bolsa brasileira terminou o dia em alta de 2,16%. No entanto, o dólar seguiu pressionado, refletindo a parcela cautelosa do mercado. A moeda americana se valorizou 0,51%.

Temos uma certa tensão de uma possível segunda onda desde a semana passada, a preocupação com um novo surto de coronavírus vem ganhando força e trazendo cautela aos mercados internacionais. Na China, a capital Pequim voltou a fechar escolas, cancelar 70% dos voos comerciais e isolar bairros da cidade para conter o avanço da doença - nos últimos 7 dias foram 137 novos infectados no local.

Nos Estados Unidos, estados que estão em processo de afrouxamento do isolamento social registram forte alta no número de casos - Texas, Oklahoma, Flórida, Arizona, Oregon e Nevada. No Texas, houve um aumento de % nas internações por covid- em apenas dia.

Com os investidores de olho nos novos surtos do coronavírus, as bolsas asiáticas fecharam em baixa. A excessão foi a bolsa taiwanesa e os índices chineses, que refletiram o novo corte de juros promovido pelo Banco Central do país. O PBoC também fez uma nova injeção de liquidez no mercado de 70 bilhões de yuans.

Na Europa, o otimismo com a retomada da economia também deu lugar a preocupação com uma segunda onda de contágio. Na região, os principais índices caem em bloco.

Os índices futuros em Nova York operam em leve queda nesta manhã.


Na agenda de hoje temos, o destaque fica com a divulgação do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), a prévia do PIB do BC. O estimado é que o índice mostre um recuo de 10,24% em abril.

Lá fora, os destaques ficam com a decisão de juros do Banco da Inglaterra 8:00 e a divulgação do número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos 9:30.



Antes de falar em investimentos, vamos falar de alta performance. Nosso maior objetivo é entender as pessoas, processos e tecnologia. Entre em contato com a gente e venha fazer parte do nosso universo.

Instagram

REDES SOCIAIS

Copywrite Hightrading 2017 © Todos os direitos reservados.