24/06 Estados Unidos X UE

Bom dia,

As disputas comerciais aparecem mais um dia no centro das atenções dos investidores. Dessa vez, a notícia de que os Estados Unidos podem taxar US$ 3,1 bilhões em produtos da União Europeia e Reino Unido aumentam a aversão ao risco nos mercados. Os investidores também observam de perto o aumento dos casos de covid-19 nos Estados Unidos e Alemanha - duas das maiores economias do mundo.

Em contraste com o pessimismo observado no exterior, no Brasil o destaque é positivo. O mercado aguarda com grandes expectativas a aprovação do marco legal do saneamento no Senado.

O Ibovespa não conseguiu manter o fôlego exibido no começo do pregão de ontem fechou o dia com alta de 0,67% e as ishares com uma alta mais expressiva de 2,93%, um avanço mais modesto do que os observados na bolsa americana. Durante a manhã, o principal índice da bolsa chegou a romper o patamar dos 97 mil pontos. O dólar teve um dia de forte alívio e caiu 2,26%, para R$ 5,15.

Temos novas açoes do BC, os investidores também reagem aos novos pacotes de estímulo ao crédito anunciados ontem pelo Banco Central.

As ações podem injetar até R$ 272 bilhões na área de crédito e autoriza o Banco Central comprar ativos de empresas no mercado secundário. Com essa iniciativa, caem as apostas de um novo corte maior da Selic na próxima reunião do Copom.


Com mais disputa comercial, os mercados se voltam mais uma vez para os números de novos infectados com covid-19. Nos Estados Unidos, principalmente no Texas, Flórida e Arizona, o número de casos voltou a crescer desde que os Estados começaram a relaxar as medidas de isolamento. A Alemanha também tem relatado novos surtos locais de coronavírus. Mesmo com novos dados positivos que indicam a recuperação da economia europeia, a aversão ao risco predomina nos mercados globais.


As bolsas asiáticas fecharam sem uma direção única durante a madrugada.

Além do coronavírus, as relações comerciais voltam ao palco, mas dessa vez o foco não é a China. Nesta manhã, o Escritório do Representante de Comércio dos EUA (USTR) informou que o governo estuda impor novas tarifa a US$ 3,1 bilhões em exportações da União Europeia e do Reino Unido. A sobretaxa é uma resposta a longa disputa travada entre os Estados Unidos e a UE na Organização Mundial do Comércio (OMC), tendo como gatilho os subsídios concedidos pela UE a fabricante de aviões.

A notícia derrubou as bolsas europeias, que caem forte no começo da manhã. As principais praças - Alemanha, Reino Unido e França - exibem quedas superiores a 1,5%. A relação com a China também segue prejudicada, mesmo após o presidente Donald Trump ter afirmado que o acordo comercial firmado em janeiro continua valendo. O jornal chinês Global Times disse que o dano causado pela fala de Peter Navarro - que afirmou que o acordo teria chegado ao fim -, não pode ser desfeito.


Nos Estados Unidos, os índices futuros também presentam queda firme.

Na agenda de hoje temos dentre as divulgações de hoje estão: sondagem do consumidor de junho 8:00, resultados da conta corrente e do IDP de maio 9:30 e o relatório da dívida pública federal de maio 14:30.




Antes de falar em investimentos, vamos falar de alta performance. Nosso maior objetivo é entender as pessoas, processos e tecnologia. Entre em contato com a gente e venha fazer parte do nosso universo.

Instagram

REDES SOCIAIS

Copywrite Hightrading 2017 © Todos os direitos reservados.